Escrever o que me der na real gana, sempre com a máxima parcialidade, sem ter que dar satisfações a ninguém, é o objectivo deste blogue. Não Gostam? Têm bom remédio...

sábado, 31 de outubro de 2009

Hoje só me apetece dizer que sou deste clube deste pequenino.


Aperitivo para o novo disco de Peter Gabriel - 2.



Mais uma. Promete...

Aperitivo para o novo disco de Peter Gabriel - 1.



Esta é uma das músicas que P.G. irá "arriscar" cantar no disco que está para chegar. Bela escolha, mas estou curioso, já que não se adivinha tarefa fácil substituir a voz do Thom York numa canção tão marcadamente melancólica.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Boas notícias para os fãs de Peter Gabriel.


Segundo uma notícia publicada hoje no Ipsilon do jornal Público, Peter Gabriel prepara-se para lançar um novo disco com o nome "Scratch My Back", onde irá reintepretar uma séirie de temas de outros músicos, a saber: Radiohead, Arcade Fire, David Bowie, Lou Reed, Neil Young, Talking Heads, entre outros. Vindo de Gabriel, só pode ser coisa boa.

Os reis da sucata.


Quando um ex-ministro e actual vice-presidente do maior banco privado portugês, recebe luvas de um sucateiro, isso diz bem do estado a que o país chegou: uma imensa sucateira.

A propósito de Paulo Rangel, assino por baixo.

João Gonçalves, escreveu isto no seu blogue, Portugal dos Pequeninos. Na mouche.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Frases idiotas e ideias cretinas - 2.


"O fumo do tabaco irrita-me bastante. Mesmo quando na rua: é quase uma forma voluntária de prejudicarem a vida dos outros." Autora: Susana Fonseca, Presidente da QUERCUS

É verdade Susanita, a maltosa que como eu, fuma, quando está zangada com o mundo e quer dar largas à sua raiva, a primeira coisa que faz, é sair de casa e acender um cigarro.

Está explicado porque é que nunca consegui ler um livro de Dan Brown até ao fim.


Em entrevista à revista Sábado, publicada hoje, Dan Brown revela, que para encontrar inspiração para escrever, pendura-se de cabeça para baixo, durante dois minutos, três vezes por dia.
Percebo agora que, talvez fazendo este tipo de acrobacias, eu próprio venha a conseguir ler mais do que vinte páginas de algum dos seus livros. Deve ser menos penoso do que sentado no sofá ou deitado na cama.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Mais uma vez, Pacheco Pereira tem razão.

Bem sei que corro o risco de ser enxovalhado, nos dias que correm, ao afirmar que considero Pacheco Pereira um homem lúcido, e em geral, com a razão do seu lado, nas mil e uma guerras que compra. Este post é um excelente retrato daquilo que se passa hoje em dia em Portugal, mas como é de prever, irão surgir as reacções pavlovianas do costume, a afirmar que o homem não aprende e que continua a insistir numa "tese que não deu votos", como se fosse isso que estivesse verdadeiramente em causa. É justamente sobre essa forma de pensar e reagir, o artigo de Pacheco Pereira, mas quem está "viciado em folclore transmontano", não irá perceber. É o costume.

sábado, 24 de outubro de 2009

Antigamente é que era bom.


Acabo de ouvir na TSF uma notícia, segundo a qual "mais de 230 trabalhadores das auto-estradas reúnem-se, este sábado em Lisboa, para contestar a instalação de “chips” nos automóveis e definir medidas que assegurem os postos de trabalho, que consideram ameaçados com a introdução deste dispositivo."

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços de Portugal (CESP), através do seu porta-voz, António Vieira, a instalação dos “chips”, que servirão para a cobrança de portagens, põe em causa os postos de trabalho dos funcionários das auto-estradas, bem como a privacidade dos cidadãos.

O referido sindicalista, não faz a coisa por menos e para resolver o assunto propõe a revogação do decreto que prevê a criação dos referidos "chips", como forma de continuar a garantir os mais de 2000 postos de trabalho, que com a introdução desta tecnologia, deixarão de fazer sentido. 


Já agora, não seria de propor a proibição da utilização de toda e qualquer tecnologia capaz de realizar tarefas, normalmente desempenhadas por pessoas? Com alguma boa vontade, faz-se a coisa com efeitos retroactivos e elimina-se essa máquina nefasta que dá pelo nome de computador, sempre que se constate que a sua utilização eliminou postos de trabalho. É garantido que a taxa de desemprego vai cair de forma vertiginosa.

 


sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Boas notícias para os Cartórios e Ministro das Finanças.


Segundo o DN, Governo de combate dá prioridade a casamentos "gay". Com a corrida maciça que se prevê aos cartórios, com o objectivo de oficializar matrimónios entre a comunidade gay, o Estado irá receber uma verdadeira fortuna, através da cobrança de registos notariais, imposto de selo e emolumentos. Deve ser este o motivo, pelo qual Teixeira dos Santos insiste nos 5,9% de défice esperado, quando a maioria dos analistas aponta para taxas superiores a 7%. Este governo não dá ponto sem nó.

Não podiam esperar mais uns mesitos?




Logo agora que as notícias começavam a ser mais animadoras e a economia parece dar alguns sinais de retoma, somos confrontados com um novo governo? É que, desde que o governo deixou de existir, para aí há uns três ou quatro meses, eu próprio tenho sentido, na minha empresa, que as coisas estavam a melhorar. Ora bolas!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

É só promoessas.

O eurodeputado do PSD, Mário David, relembra hoje no seu site pessoal , uma ameaça de José Saramago, feita há uns anos atrás, de renúncia à cidadania portuguesa, desafiando-o a concretizar a ameaça.

Eu também me lembro de uma promessa feita pelo mesmo Saramago, de não voltar a Portugal, se Cavaco fosse eleito Presidente da República. Não seria altura de começar a cumprir algumas promessas ou de alguém lhe reavivar a memória?

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

E que tal, já agora, um bitaite sobre o Corão?

De acordo com Saramago, a Bíblia é um "manual de maus costumes".


Cada um tem direito a ter as obsessões que bem entender, mas era bem mais divertido, se Saramago alargasse a sua "cruzada" a outras religiões.

domingo, 18 de outubro de 2009

Brinquedo para gente crescida.



Quero ter uma coisa destas, quando for grande.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Frases idiotas e ideias cretinas - 1.

"O partido precisa de um corte geracional." Autor: Marco António Costa (PSD)

Tradução: há que mandar embora a malta mais velha, mais sensata, mais culta e mais consistente politicamente, porque a malta da minha geração tem pressa em substituí-los, mas não está fácil, porque nos faltam aqueles atributos, e adquiri-los dá uma trabalheira.

Rostos da renovação no PSD.



Carlos Abreu Amorim (CAA)


Ângelo Correia

Piadolas fáceis - 1.


Como é que ainda nenhum humorista inventou uma piadola, a propósito do nome do Pedro Passos Coelho, tendo em conta a pressa que o rapaz revela sistematicamente?

Ainda sobre o Nobel da Paz para Obama.

Na sua crónica semanal, na revista Visão, a propósito da atribuição do Nobel da Paz a Omaba, Ricardo Araújo Pereira pergunta:

- Porque não o da Literatura, se as suas autobiografias (as 23) estão escritas num estilo tão elegante e enxuto? Porque não o da Economia, o da Química ou da Medicina? Pode perguntar-se: que fez ele para vencer o Nobel da Economia, da Química ou da Medicina? E pode responder-se: o mesmo que fez para ganhar o da Paz.

De facto...

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Pior a emenda, que o soneto.



Confesso que senti algum constrangimento ao ver esta infeliz criatura, prestar-se a este papel. O tom maternal e pausado, as comparações, as referências genealógicas, o sorriso oco, e o pedido de clemência, tudo num tom, como se estivesse a falar para mentecaptos, reforçam a ideia de que esta rapariga não percebeu nada do que se passou. Não admira, coitada.

A metamorfose de Maitê Proença, consoante o local onde se encontre.

Francisco José Viegas, explica bem aqui, as razões pelas quais, o vídeo cretino de Maitê Proença, é muito mais do que uma simples brincadeira de mau gosto. Algumas luminárias que se dedicam a esta coisa dos blogues, teimam em não querer perceber, que o que está em causa, é muito mais do que um vídeo de mau gosto, não percebendo que aquela forma de retratar os portugueses, rende muito do outro lado do Atlântico, tanto como aqui na "terrinha", os estereótipos e preconceitos que muitos portugueses têm dos brasileiros. Dizer que de ambos os lados, há uma mole imensa de gente preconceituosa, não é cavar um fosso entre dois povos, mas sim pôr o dedo na ferida e chamar os bois pelos nomes.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Mensagem enviada para o programa "Saia Justa" do GNT, a propósito de Maitê Proença.


Gostaria de felicitar a equipe do programa, pela assinalável proeza que conseguiram em Portugal.

Em cerca de cinco minutos, conseguiram, através de um vídeo cretino, realizado por uma acéfala, fazer mais pela xenofobia e ódio relacionado com a imigração, do que o Partido Nacional Renovador (extrema-direita), em muitos anos de existência.

Estão todas de parabéns, pela reacção galinácea em pleno estúdio, a uma "reportagem" grotesca.

A comunidade brasileira, dispensava esta ajuda.

Cordialmente,

João Costa

Wrestling jornalístico.

Acabei agora de ver o Prós-e-Contras na RTP, cujo tema, pelo que percebi, era sobre deontologia/ética jornalística. Ao contrário do que tem acontecido nos últimos tempos, não adormeci. É que, tenho que confessar, as cenas de pugilato entre gente "ilustre", sempre me prenderam ao ecrã.

Para quem não viu, aqui fica o nome dos cabeças de cartaz: João Marcelino / Paulo Baldaia, do lado esquerdo do ringue, José Manuel Fernandes / Henrique Monteiro, do lado direito.


Resultado final = 0-0.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Razões para festejar uma vitória do BE.


Estou muito satisfeito com a vitória do BE em Salvaterra de Magos, sobretudo por duas razões:

1ª não vivo lá;

2ª tornei-me recentemente um adepto fervoroso dos rodeos.

Shame on you, oeirenses e gondomarenses.


Aprendam com a "gente rude do campo".



De onde menos se esperava, vieram bons exemplos de ruptura com o caciquismo e sanidade mental. Em Felgueiras e Marco de Canaveses, o povo decidiu reformar antecipadamente dois "cromos", e mostrar ao país, que não são necessários graus académicos para perceber o significado da expressão "erva daninha". Podem ter levado algum tempo a aprender, mas chegaram lá. Mais depressa do que noutras terras de "gente culta".

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Vídeo-clips da década - 1.


Nobel da Paz ou prémio por antecipação?


Ainda sobre o Nobel da Paz, para deixar aqui mais uma achega. Desta vez, o comité norueguês resolveu inovar, e em vez de premiar uma carreira, resolveu premiar uma esperança, neste caso, a esperança partilhada pelos comissários. Estes, esperam muito de Barak Obama, de tal forma, que nem esperam para ver, e antecipam já o resultado. Mas mais do que esperar, os nóbeis comissários, querem desta vez influenciar o futuro, daí a pergunta que deverão ter feito na derradeira reunião para a escolha do laureado:

- poderemos nós influenciar a política externa americana para os próximos 4 anos?

A resposta, terá sido dada em uníssono:

- yes, we can.

Vista panorâmica da zona ribeirinha de Lisboa, proposta por António Costa.


Não foi rapidinho de mais?


 Obama venceu Nobel da Paz.

E eu que pensava que o Nobel era atribuído a pessoas/entidades que tivessem desenvolvido os seus trabalhos/causas, ao longo do TEMPO, de forma continuada. Tendo em conta que Obama está na Casa Branca há menos de um ano, digamos que foi: rapidinho. Já agora, "esforços diplomáticos internacionais e cooperação entre os povos", basta? E resultados, não interessa? Pois, não deve interessar.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

A Lebre e a "Política de Verdade".


O que se está a passar com as eleições autárquicas em Oeiras, é bem sintomático do estado a que chegou o país e do maior partido da oposição. Eu explico onde quero chegar.
A reeleição mais do que provável de Isaltino de Morais, é bem reveladora do grau de exigência dos eleitores, em que "a obra", não interessando os meios utilizados para a edificar, se sobrepõe aos valores e princípios éticos que deveriam estar na base de qualquer juízo, acerca do mandato de um político. Ele rouba, mas faz, ponto final. Roubar é crime? É, mas o que é que isso interessa , se a obra é bem visível? É grave isto? Claro que é, mas mais grave ainda, é o tacticismo político do PSD, que encara estas eleições como uma etapa intermédia para tomar o poder nas eleições que hão-de chegar daqui a um ou dois anos.
Considerando Isaltino dificilmente derrotável, o PSD lança uma candidata - Isabel Meirelles - simpática, com boa imagem, mas totalmente inapta para este tipo de batalhas eleitorais, dada a sua evidente inexperiência política. Lançada às feras, deixa os baronetes elegíveis a prazo, confortáveis, sem terem que carregar o estigma da derrota.
Alguém compreende porque razão Manuela Ferreira Leite ou Paulo Rangel, mandatário da candidatura, não tenham estado até agora presentes em qualquer acção de campanha? A este propósito ler aqui, o que Vasco Campilho escreveu. Parece mais ou menos evidente, que nem Ferreira Leite, nem Paulo Rangel, estão dispostos a dar a cara por uma candidatura que para eles não conta, e que ambos sabem, estar condenada ao fracasso. Sendo Oeiras, um dos concelhos mais importantes no nosso mapa autárquico, a ausência dos pesos pesados da máquina laranja, só pode ter uma interpretação: há que começar a preparar já, o sucessor de Isaltino, quando este for parar, onde era suposto já estar agora. Nessa altura, veremos quem é o candidato/a, mas arrisco já um prognóstico: será um dos pesos-pesados do partido.
Tenho pena de não votar em Oeiras, porque quanto mais não fosse, por tudo o que escrevi atrás, o meu voto irria direitinho para a coligação Mais Oeiras. Se ganhasse, seria pelo menos a vitória contra a hipocrisia política, e um enorme embaraço para os "boys" que aguardam na rampa de lançamento a oportunidade certa.

Entre Oeiras e o Linhó.

A avaliar por esta sondagem, parece que Oeiras vai ter um Presidente de Câmara, eleito para meio mandato, a não ser que possa instalar o seu gabinete no Linhó.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Prognósticos antes do jogo - 1.


Passos Coelho vai ser esmiuçado pelos Gatos esta noite. Ou muito me engano, ou vamos assistir a um exercício semelhante ao que tivemos a oportunidade de ver, quando foi Sócrates o convidado: respostas estudadas e políticamente correctas, ausência de espontaneidade, tentativa de criar empatia imediata com o R.A.P., duas ou três respostas metidas à pressão com piadolas ensaiadas préviamente e, sobretudo, vaidade a rodos dissimulada.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O melhor Soares dos últimos 10 anos.



Não tenho especial apreço por Mário Soares, e o respeito tenho vindo a perdê-lo ao longo dos anos. Hoje, no programa "Esmiuça os sufrágios", tive a agradável surpresa de vê-lo num registo que me causou alguma simpatia. Embora sem revelar grande sentido de humor, coisa que aliás não me surpreendeu, não caíu na tentação de cavalgar a onda anti-cavaquista que percorre o país, revelando uma contenção, para mim, inesperada. Não deixa de ser irónico, ter sido num programa humorístico, que tenha vindo ao de cima, a sensatez que lhe tem faltado quase sempre na última década.

domingo, 4 de outubro de 2009

Quando é que vou poder ver este oráculo?


Por que fazem sexo as mulheres?

Fico sempre fascinado com estudos como este. Só o título do livro já é um "must", mas muito melhor será certamente o conteúdo, estando certo que constiuirá uma preciosa ajuda para todos aqueles, que como eu, sentem a mais profunda necessidade de descortinar as razões pelas quais, as mulheres, aceitam "fazer sexo". No caso deste precioso estudo, que irá certamente resolver-me uma série de angústias, ficamos a saber que há 237 razões. Sim, não são 236, nem 238. É uma excelente notícia, para todos homens, saber que afinal há muito mais razões do que alguma vez imaginámos, e que só com muito azar não seremos enquadráveis em alguma delas. A má notícia, é que para estarmos absolutamente seguros, no "momento de avançar", teremos que sujeitar a nossa memória a um esforço insano, de modo a certificarmo-nos de que uma das 237 razões joga a nosso favor, e isso pode ter consequências nefastas. Maior sorte têm as mulheres, na medida em que sabem, que salvo raríssimas excepções, nós homens, somos muito mais básicos e menos exigentes em relação a este assunto, já que fundamentalmente estamos dispostos a "fazer sexo" por duas razões: por tudo e por nada.

sábado, 3 de outubro de 2009

Janela.

Nestas manhãs solarengas, gosto de ir à janela ver isto:

À segunda é de vez.

Sondagem à boca das urnas, dá vitória ao "sim" no referendo sobre o Tratado de Lisboa, realizado ontem na República da Irlanda. Em tempos de crise, é bom que a ratificação passe logo à segunda tentativa, já que, uma terceira, quarta ou quinta consulta, iria custar uma pipa de massa.

Leituras recomendadas - 1.

O Lehman Brothers e Frei Tomás (2), por Pedro Picoito.

Palpites infalíveis.

Cavaco arrisca-se a não ser reeleito, ficámos a saber hoje, através da opinião de cinco "especialistas", no pasquim do Largo do Rato. Pois arrisca, sobretudo se não se recandidatar, digo eu.

Depois de ajudar Sócrates a vencer as eleições, Marcelino não descansa, e prepara-se já para nova comissão de serviço. Diligente este rapaz. Ou muito me engano, ou ainda havemos de vê-lo agraciado com uma comenda.

Musa inspiradora - 1.



Rita Hayworth

Duplas irrepetíveis - 1.

Este vídeo seria irrealizável nos dias que correm, não só pela impossibilidade de ressuscitar estes dois "monstros", mas igualmente, pelo escândalo que seria, permitir que alguém, mesmo que esse alguém se chamasse Sinatra, acendesse um cigarro em pleno estúdio de televisão. Pela minha parte, dispenso bem ambientes assépticos e com baixos níveis de co2, em troca da magia que só alguns "antros" oferecem.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Amor, com amor se paga.

As simpatiquíssimas referências, feitas pelo meu amigo João Marchate  e pela Margarida nos seus blogues, Eternas Saudades do Futuro e Criativemo-nos, dão-me um óptimo pretexo para aqui deixar um conselho: usem e abusem de visitas a estes dois espaços. O do João, já conhecia, e sou cliente regular, o da Margarida , conheci hoje, e passei a ser freguês.

Tem obra feita.

Não é Gondomar, não é Famalicão, nem outro qualquer concelho onde previsivelmente o caciquismo ainda impera. É Oeiras e o candidato não é um arguido, mas sim um condenado. Ah, claro, ainda falta o trânsito em julgado. Sondagem da SIC/Expresso/RR, aqui.


Para agradar ao chefe, até a amnésia ajuda.



"Estamos perante um acto nojento do ponto de vista ético e deontológico da profissão: a publicação de conversas constantes de material roubado, pertença de outro jornalista e que quem publica não sabe em que conjuntura se desenvolveram ou até que ponto relatam com autenticidade o que ambos os interlocutores disseram." João Marcelino em 2004, como muito bem lembrou o Pedro Mexia aqui.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Separados à nascença - 1.

Ana Gomes
Dustin Hoffman

A propósito de "começos"...

Não é a melhor música de uma das bandas que mais me marcou, mas vem a propósito.

Tiro de partida

Não é fácil dar início a um blogue, sobretudo quando não há na intenção da sua criação, objectivos precisos, nem metas a atingir. Apenas a vontade de partilhar "coisas" e fragmentos é o que me motiva.
Aqui, falarei realmente de tudo aquilo que me der na real gana, não procurando ser objectivo nem imparcial, já que será a minha e só minha maneira de olhar a realidade que estará em causa. Manterei as caixas de comentários abertas, mas não me coibirei de apagar aquilo que achar que deve ir directamente para o lixo, sem direito a livro de reclamações.

Sejam bem-vindos e divirtam-se.